in

Caril de Porco

iguaria_caril-de-bife-com-arroz

Eu adoro um bom caril, mas fazer um a sério leva tempo, por isso de vez em quando faço um caril mais básico que podes fazer num instante e não deixa de ficar delicioso, perfeito para um fim do dia.

Receita de Caril de Porco

Ingredientes

Instruções

  1. Para o arroz é simples, 2 copos de água num pequeno tacho com um fio de azeite e uma pitada de sal, quando a água começar a ferver adiciona o arroz, baixa o lume e tapa deixa cozer uns 12 minutos até o arroz ficar cozido, depois tempera com a noz de manteiga e deixa descansar.
  2. Com o caril começa por fazer um refogado numa frigideira grande em lume médio com uns fios de azeite e o alho e a cebola cortados grosseiramente, seguido da cebola cortada aos cubos, deixa cozinhar até a cebola ficar bem dourada.
  3. Enquanto a cebola refoga, corta os bifes aos cubos e tempera com uma pitada de sal, pimenta, pimenta caiena e pimentão doce, quando a cebola estiver bem dourada adiciona a carne e frita esta (se necessário adiciona um pouco mais azeite), deixa fritar até a carne ficar bem torrada.
  4. Depois adiciona o caril em pó a garam masala (ou 2 colheres de caril de pó se não tiveres), seguido de umas 2 colheres de sopa de água, mistura bem e deixa cozinhar mais um pouco até a frigideira ficar outra vez mais seca.
  5. Por fim baixa o lume e adiciona as natas e deixa cozinhar um pouco mais uns 2 minutos, depois prova e retifica temperos, especialmente sal e já está junta com o arroz e está pronto a servir.
    iguaria_caril-de-carne-de-vaca
  6. Bom Proveito! Se gostaste da receita partilha ela nas redes sociais!!!! :D

Informação Nutricional

Doses: 2・Tempo: 45 Minutos・Dificuldade: Média・Calorias: 936 kcal・Gorduras: 49 g・Hidratos de Carbono: 78 g・Proteínas: 44 g

4 Comentários

Deixa uma Resposta
    • Selar quer dizer fritar o exterior (até ficar dourado/torrado no caso de carne) isso não quer dizer que a peça de carne esteja cozinhada por dentro, apenas que o exterior esta selado e por isso os sucos da carne estão presos dentro da carne (o que ajuda a carne a continuar suculenta ao cozinhar).

    • Caríssimo Hugo,
      Já pensou bem no que escreveu? “Sucos presos dentro da carne”!?! Talvez devesse ter dito que gosta que a carne (entre outros alimentos) apresente uma crosta tostada e saborosa – também eu! Mas afirmar que “sela” os sucos no interior da peça de carne é francamente uma declaração, no mínimo, infeliz. É óbvio que quanto mais tempo cozinhar a carne mais água (sucos) perde; igualmente quanto mais alta for a temperatura mais água (sucos) perde. E tudo isto independentemente de a peça de carne ter ou não ter crosta. Conseguir uma peça de carne tostada por fora e ainda húmida por dentro é, de facto, uma arte. Sabemos que muitos cozinheiros conhecidos do grande público ainda utilizam o termo “selar” mas isto só demonstra ignorância acerca das reacções químicas e das transformações físicas que o alimento sofre quando é cozinhado (sujeito a calor).
      Cumprimentos,
      Hélia

    • No mínimo infeliz, ignorante? Não é preciso ser condescendente, ninguém nasce ensinado, sem contar que a sua pergunta original o que eu queria dizer por selar, eu queria dizer isto! Agora fui ler um pouco mais sobre o assunto e sim parece que selar/torrar/cauterizar melhora o sabor mas não impede os sucos de sair, meu erro vou editar a receita, obrigado.

Responder a Hélia Galvana Cancelar resposta

Truques de Levar ao Forno

Frango de Parmesão