in

Como Criar Compotas Perfeitas

compota-num-frasco

Fazer compotas não é complicado, dá é um pouco de trabalho, mas é uma excelente maneira de utilizar excesso de fruta, e nem se compara em gosto e textura com as compotas de supermercado, sendo normalmente menos gelatinosas, mais frescas e saborosas, aqui vão uma boas dicas a seguir para criarem excelentes compotas:

  • É preferível utilizar frutos da época, mas o mais importante é que estejam maduros, também não é preciso ser só um fruto (mesmo que torna todo o processo mais rápido e simples), podem sempre experimentar com combinações de frutos.
  • A regra deve ser de usar a mesma quantidade de açúcar para a mesma quantidade de fruta, no entanto podem cortar cortar no açúcar se a fruta for muito doce ou se não precisarem que a compota dure muito tempo (o açúcar é essencial para preservar, cortar no açúcar, corta no tempo de duração).
  • Pôr com a fruta, pau de canela, vagem de baunilha, caroços de limão (estes dentro de um saco para não misturar com a compota), são fantásticos para dar um toque especial á compota, claro não se esqueçam de retirar antes de pôr nos frascos, especialmente a baunilha que pode ser reutilizada.
  • Deves sempre adicionar o açúcar depois de a fruta estar cozida, antes endurece a fruta, também é preferível utilizar açúcar orgânico ou açúcar refinado, não utilizar açúcar mascavado ou em pó.
  • Se a compota está muito liquida, normalmente é sinal que precisa de cozinhar mais, também tens de ter atenção a frutos que tenham menos pectina (o componente que gelifica a compota) e logo criam compotas mais liquidas.
  • É importante esterilizar os frascos e tampas onde se vai condicionar a compota (ou doces, geleias, marmeladas), para isso lava-se os frascos e tampas, depois põe-se durante uns 10min numa panela com muita água a ferver, depois retira-se com uma pinça ou põe-se num pano limpo e seco virados ao contrário até arrefecer e secar.
  • Enquanto cozinha é importante espumar a compota, isto é retirar a espuma que se vai formando na superfície, usando uma colher ou escumadeira, limpando com água fria.
  • A compota está pronta quando atingir o ponto estrada, com uma colher tira-se um pouco da compota e faz-se uma linha de compota num prato, espera-se arrefecer e corta-se a linha com o dedo, se ficar dividido então está pronto.
  • A compota deve ser enfrascada ainda a escaldar, com 1 a 2 centímetros do topo, põe-se logo a tampa e vira-se ao contrário dentro da panela com água ainda quente (não é preciso estar ao lume, quente é o suficiente), isso cria um selo e vácuo natural para a compota, deixar dentro da água até esta arrefecer.
  • É importante pôr uma pequena etiqueta com o tipo de compota e especialmente a data, especialmente se fizeres compotas normalmente, uma compota bem feita e selada dura entre 6 meses e 1 ano, se estiver guardada num local fresco, seco e com pouca luz.
  • Depois de aberta, deve ser toda consumida em pouco tempo e guardada no frigorífico.

11 Comentários

Deixa uma Resposta
  1. Olá Hugo,
    Parabéns pelo teu blog!!
    Ao ler o que acima escreveste surgiu-me uma dúvida, quando dizes: “•A compota deve ser enfrascada ainda a escaldar, com 1 a 2 centímetros do topo, põe-se logo a tampa e vira-se ao contrário dentro da panela com água ainda quente (não é preciso estar ao lume, quente é o suficiente), isso cria um selo e vácuo natural para a compota, deixar dentro da água até esta arrefecer” queres dizer para colocar a compota em recipientes e em seguida tapar e colocar numa bacia com água quente o frasco virado ao contrário até arrefecer ?

    • olá e obrigado, sim! primeiro lavas e esterilizas tudo! depois com os frascos e tampas secas deitas a compota, marmelada, conserva fechas bem e fazes o que digo em cima! por vezes a tampa não sela bem, tu vez isso logo na água, tiras esse frasco, trocas para outro frasco e voltas a selar! isso garante um selo bom até a próxima vez que abrires o frasco!

  2. Boa tarde!

    Parabéns por este artigo.

    Gostaria de lhe fazer uma pergunta. Experimentei fazer compota de abóbora com açúcar amarelo e ao fim de três dias o açúcar começou a solidificar e fica com apeto de areia. Sabe porque acontece?

    Obrigada

    • Olá, bem o açúcar amarelo é mais doce e geleias/compotas tem tendência a cristalizar se adicionares demasiado açúcar, também para fazer uma boa compota é boa ideia criares uma calda de açúcar, algo também mais difícil de criar com açúcar amarelo (tem mais dificuldade em liquefazer), o problema deve ser esse, ou demasiado açúcar em geral (não te esqueças que se essa variedade de abóbora é mais doce isso acrescenta ao açúcar total) ou a calda ou a falta de uma calda bem feita não deixou o açúcar integrar bem com a abóbora e por isso voltou a cristalizar… :)

  3. “Deves sempre adicionar o açúcar depois de a fruta estar cozida, antes endurece a fruta, também é preferível utilizar açúcar orgânico ou açúcar refinado, não utilizar açúcar mascavado ou em pó.”

    De que modo devo cozinhar a fruta? Com água? Com o sumo da própria fruta? Obrigado

    • Uma compota é um tipo de conserva em puré ou pasta, se cozinhas só com fruta, água ou sumo, depende do fruto. Um fruto com menos água vai precisar de um pouco de água para ajudar a desfazer e cozinhar, um fruto mais sumarento pode não ser preciso adição de qualquer liquido adicional! :) Obrigado pela pergunta!

  4. fiz compota de maracuja e diz na receita para deixar arrefecer a compota já não posso por quente nos frascos … como faço .

    • Podes fazer isso, mas se não deitares ainda a escaldar ela não vai se conservar por tanto tempo que esfriada e depois deitada nos frascos, por isso se fores consumir toda na próxima semana, não tem problema deixares arrefecer, mas se quiseres guardar por uns 6 meses, então tens de deitar a escaldar nos frascos, ou arriscas que ela se estrague!

Deixa o teu comentário :)

Bolo de Baunilha

Batatas no Forno