in ,

Camarões à la Guilho

Iguaria_Camaroes-a-la-guilho

Ou camarões fritos com alho, bem não é tanto um prato, mesmo que uns camarões fritos com um belo pão alentejano para molhar no azeite para mim é uma refeição, mas mais um petisco, super fácil de fazer e delicioso, combina com praticamente todos os pratos como entrada como também é um prato versátil, o que eu fiz é a versão mais básica mas olha para todas as dicas no fim, não existe limite para as formas de comer ou modificar a receita.

Camarões fritos com alho como o nome diz é fritar camarões sem casca em azeite com bastante alho, tão simples quanto isso.

Receita de Camarões à la Guilho

Ingredientes

Instruções

  1. Eu usei camarões congelados, por isso comecei por descongelar, tu não queres dos pequenos, queres dos grandes ou de gambas médias, camarões demasiado pequenos ou demasiado grandes não são ideais para este prato.
  2. Se não tens congelados e descascados, começa por descascar e limpar os camarões, tirar a cabeça é opcional mas eu prefiro tirar tudo para ser mais fácil de comer, tempera os camarões com um pouco de sal e deixa de parte.
    Iguaria_Fritar-o-Alho
    Iguaria_Alho-bem-Frito
  3. Numa frigideira cobre o fundo com azeite e põe os dentes de alho, deixa estes fritar um pouco até ficarem dourados, tu fazes isso não só para cozinhar o alho mas para temperar o azeite.
    Iguaria_Camarao-a-la-guilho-pronto
  4. Por fim deita os camarões e o louro para frigideira e frita rapidamente em lume médio alto, eles vão deitar água deixa a água evaporar e vira eles para ficarem bem douradinhos de ambos os lados (mas não frites demasiado senão perdem o sabor e ficam com uma textura de borracha), depois retira do lume e põe tudo num prato ou taça (tira a folha de louro), tempera com um pouco de sal e pimenta e serve com um bom pão rústico.
    Iguaria_Camarao-Frito-com-Alho

Dicas: Podes cozinhar com um pouco de vinho, whisky, piri-piri para um gosto um pouco diferente, depois de feito podes adicionar coentros picados, um pouco de sumo de limão, manteiga ou algo picante para dar um toque diferente, podes também servir eles dentro de uma salada, com crotons ou misturados em esparguete.

Informação Nutricional

Doses: 1・Tempo: 20 Minutos・Dificuldade: Média・Calorias: 482 kcal・Gorduras: 39 g・Hidratos de Carbono: 6 g・Proteínas: 31 g

6 Comentários

Deixa uma Resposta
  1. À la Guilho? Quem é o Guilho? Algum cozinheiro famoso? Ou apenas um proficiente apreciador de molhos com alho? Eu sei, Hugo, que em muitas e muitas cartas de restaurante em Portugal – talvez a grande maioria – aparece esta expressão. Mas num sítio aberto e de consulta pública como este iguaria.com há que exercer mais cuidado. “Al ajillo” é uma expressão castelhana que significa “com/em molho ajillo”; “al” é a contracção da preposição “a” com o artigo “el” e “ajillo” é um molho de alho frito que em Portugal se chama alhada e.g. alhada de camarões. Também se utiliza o mesmo termo para adjectivar um prato em que os alhos não são fritos e.g. raia (de) alhada.
    Claro que reconheço que antes de comentar ou corrigir as expressões estrangeiras (para quê utilizá-las se temos uma Língua tão rica?) deveria fazer o mesmo em relação à ortografia (mais “heterografia”) ou à construção frásica que este sítio ostenta mas isto seria tarefa hercúlea ou mesmo impossível. Como diz uma amiga minha: é o Portugal que temos.
    De resto, desejo-lhe continuação de bom trabalho.

    • Hummm eu não sabia, pensei que “guilho” era um portuguesismo de alho em espanhol, mesmo que eu compreendo as liberdades gramáticas, este prato é uma variação portuguesa do prato espanhol, não? Por exemplo bolo Castela no Japão é uma variação do pão-de-ló português (aliás pelo Japão eles chamam de Castela Keki, é uma combinação de português e inglês), não vejo razão para corrigir o japonês por terem criado um nome foneticamente para a receita deles, da mesma forma que em Portugal é comum dizer tchau (provavelmente do italiano ciao)… a meu ver língua não é algo estático no tempo e não deve ser algo rígido, a nossa língua tornou-se rica, não foi criada rica, claro se esta fosse a receita espanhola o nome estava errado, mas na minha opinião bem ou mal é este o nome que é conhecido, o nome que a minha mãe chamou e o nome que eu já pedi em tascas, este é um site português acima de tudo e como tal tentamos ser o mais simples e claro possível com a língua (o acordo ortográfico ainda cria umas confusões especialmente com nomes de ingredientes e técnicas), especialmente porque também temos muitos visitantes do Brasil, Angola, etc em que a língua tem ainda mais variações, por isso para mim o importante é ser o mais detalhado possível com uma linguagem clara, outro ponto também é que eu sou do Algarve e por aqui a receita de alhada de camarão leva batata, salsa e vinagre e normalmente a proteína é um pouco mais salgada o que é uma receita um pouco diferente desta, de qualquer forma agradeço o comentário super interessante, aprende-se coisas novas todos os dias hehehe ;)

  2. Parabéns pelos comentários. Um abraço forte aqui a todos. me inspirei nesta receita para fazer o nosso camarão à guilho. Guga Marques de Oliveira Tarikian, Florianópolis, Brasil

Deixa o teu comentário :)

Wrap de Atum

Crepe de Chocolate